Trabuco, do Bradesco: “Infraestrutura é a alternativa mais rápida para gerar milhões de empregos”

Trabuco, do Bradesco: “Infraestrutura é a alternativa mais rápida para gerar milhões de empregos”

25 de abril de 2018
Dimmi Amora, da Agência iNFRA

A infraestrutura deficitária do país é um bônus.

A visão é do presidente do Conselho de Administração do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, que palestrou no Seminário Aberto MBA PPP e Concessões, promovido pela FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo), London School of Economics e RedePPP.

Realizado em São Paulo no dia 6 de abril, com a presença de alunos do MBA e convidados, a palestra de Trabuco mostrou o lado meio cheio do copo para o setor de infraestrutura no país. O evento contou com o apoio da Agência iNFRA.
Para ele, a necessidade urgente de investimentos nesse setor para acabar com gargalos identificados, algumas vezes há mais de 40 anos, são a maneira mais eficiente de tirar o país da crise.

“A infraestrutura é um grande bônus. Pode parecer não razoável e não fazer sentido, se ela é deficitária. Mas é bônus porque é a alternativa mais rápida de gerar milhões de empregos”, afirmou o presidente do conselho do Banco. “São 30 milhões de desempregados e subempregados. Como gerar empregos no curto prazo? Não tem outra forma: temos que aumentar a taxa de investimentos da economia”.

Para o presidente, a questão dramática é que esses investimentos necessitam de retorno para atrair o capital privado, já que o dinheiro público será insuficiente para fazer frente às necessidades.

Segundo Trabuco, é preciso pensar que as obras de infraestrutura têm um senso de urgência já que, sem elas, o país perde em congestionamentos, gastos de combustível entre outros fatores que geram o que ele chamou de deseconomias. Sua mensagem final foi de esperança no avanço do setor.

“O mundo todo olha para o brasil como oportunidade forte de revolução na infraestrutura”, disse Trabuco.

Leia também:  Guia quer ampliar modelo de avaliação de custo benefício dos investimentos em infraestrutura

Natureza do investidor
Trabuco ministrou sua palestra no painel “O Futuro do Financiamento em Infraestrutura no Brasil” acompanhado do diretor-gerente do Bradesco BBI, Leandro de Miranda Araújo, responsável pelo financiamento do setor na organização.

Araújo, que já passou por outras áreas de financiamento de infraestrutura, afirmou que, para o financiamento do setor se desenvolver, será necessário entender a natureza de cada tipo de investidor e criar produtos que sejam adequados para eles.

No caso de estrangeiros, por exemplo, o maior problema para ele é cambial e será necessário criar mecanismos de proteção ao risco. Já fundos precisam de projetos com alto rating.

Luiz Carlos Trabuco lembrou ainda que é necessário fazer a reforma da previdência para que, não somente o estado deixe de ser deficitário, como também para se criar fundos que possam ter recursos de fundos geracionais, mais adequados para financiar a infraestrutura. “Ninguém vai financiar a infra com investimento de liquidez diária”.