TCU Analisa VLT de Cuiabá e obra na Ferrovia Norte-Sul

TCU Analisa VLT de Cuiabá e obra na Ferrovia Norte-Sul

7 de março de 2018
Da Agência iNFRA

A pauta do plenário do TCU (Tribunal de Contas da União) da sessão de quarta-feira (7), a partir das 14h30, prevê a votação do processo em que são analisados, a pedido do Congresso Nacional, os investimentos no VLT de Cuiabá (MT), obra prevista para a Copa do Mundo, mas que não ficou pronta e que hoje está paralisada, com denúncias de corrupção e desperdício de recursos públicos. Nas duas últimas sessões, o processo entrou na pauta e não foi analisado. O relator é o ministro José Múcio Monteiro.

Também voltaria à pauta o processo do pedido de fiscalização do Congresso Nacional sobre a concessão da BR-101/ES-BA, da Ecorodovias, que resultou três semanas atrás em acórdão que determinou a revisão de todos os reequilíbrios tarifários que a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) já havia feito em relação à mudança do peso dos caminhões, com a criação de uma nova metodologia de cálculo para esse fim. O relator é o ministro Augusto Nardes que acabou retirando a matéria da pauta.

O ministro Benjamin Zymler analisa auditoria nas obras do Lote 5 da Extensão Sul da Ferrovia Norte-Sul. O lote é um dos que estavam sendo construídos pela Valec e que serão assumidos pelo concessionário que vencer a concorrência para assumir a ferrovia, de acordo com plano da ANTT enviado ao governo para iniciar o processo de concessão da ferrovia. Em decisão recente, o TCU apontou indícios de sobrepreço na obra pela brita usada estar fora dos padrões da própria Valec, responsável pela obra.

Leia também:  iNFRADebate: A partir de quando os referenciais do Sinapi e do Sicro devem ser utilizados para quantificação de superfaturamento?