Tarifa de direito de passagem da Ferrovia Norte-Sul é reajustada pela ANTT

Tarifa de direito de passagem da Ferrovia Norte-Sul é reajustada pela ANTT

20 de abril de 2021

da Agência iNFRA

ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) homologou reajuste da tarifa de direito de passagem da Rumo Malha Central S/A, que opera a Ferrovia Norte-Sul.

A partir de hoje (20), a companhia poderá cobrar um valor 41,37% maior que a tabela anterior para o compartilhamento da infraestrutura ferroviária no trecho da ferrovia operado por ela, que vai do Tocantins a São Paulo.

De acordo com a agência, o valor foi reajustado com base na variação acumulada do IGP-DI entre janeiro de 2017 e dezembro de 2020. O novo valor das tarifas foi publicado no Diário Oficial da União de hoje e pode ser visto neste link.

A tarifa de direito de passagem pode ser cobrada de outras operadoras ferroviárias que queiram passar com suas composições pela malha. O valor da tarifa reajustada hoje é o teto que pode ser cobrado pela empresa.

Esse trecho da Ferrovia Norte-Sul foi concedido pelo Ministério da Infraestrutra em 2019 para a Rumo, que opera ferrovias no Sudeste, no Sul e no Centro-Oeste do país. A ferrovia entrou em operação neste ano em um pequeno trecho entre São Simão (GO) e Estrela D’Oeste (SP) no mês passado.

A empresa espera concluir ainda neste ano as obras que vão dar a capacidade de ela operar o trecho completo da ferrovia, até o Tocantins, onde a Norte-Sul é operada por outra empresa, a VLI, até o Maranhão.

Leia também:  Dificuldade de movimentação da Vale na Ponta da Madeira amplia pressão por novo porto no Maranhão