IFC busca projetos de US$ 30 milhões a US$ 200 milhões para ampliar carteira no Brasil

IFC busca projetos de US$ 30 milhões a US$ 200 milhões para ampliar carteira no Brasil

5 de outubro de 2021

Dimmi Amora, da Agência iNFRA

Com US$ 2,9 bilhões destinados para projetos no ano de 2021, o IFC (International Finance Corporation) bateu seu recorde de operações no país e tornou o Brasil seu maior portfólio na América Latina e no Caribe e o quarto no mundo.

Renata Norato, executiva de investimentos no setor de infraestrutura para América Latina e Caribe da instituição, que é ligada ao Banco Mundial, afirmou em entrevistas à Agência iNFRA que o apetite do banco segue, especialmente no financiamento de projetos que fiquem entre US$ 30 e US$ 200 milhões, para os quais a instituição oferece alternativas diversificadas para as empresas empreendedoras.

Entre as opções, segundo ela, está a sindicalização dos projetos, uma espécie de financiamento com vários participantes, como forma de reduzir os riscos de perda. A executiva lembra que essa é uma forma de trazer mais conforto aos financiadores, em especial os estrangeiros.

Pelos dados divulgados pelo banco, cerca de 60% dos empréstimos foram realizados com recursos mobilizados de outras instituições financeiras. Outro dado é que US$ 960 milhões foram mobilizados para PPPs (parcerias público-privadas) relativas à infraestrutura das cidades brasileiras, como iluminação pública, rodovias e trem metropolitano. 

Sustentabilidade
De acordo com Norato, outra atratividade nos empréstimos feitos pela instituição é a incorporação de compromissos com a sustentabilidade, o que facilita os empreendedores na obtenção de outros financiamentos, por exemplo.

A executiva lembra que é necessário que o país diversifique as suas linhas de financiamento para a infraestrutura, visto que o número de empresas em vários dos setores da infraestrutura ainda é limitado e isso pode comprometer o financiamento em grandes bancos, que têm limites de exposição a empresas.

Para Norato, no entanto, não é um trabalho simples trazer novos players para o setor, seja no Brasil ou em outros lugares do planeta, devido à necessidade de uma preparação desses novos entrantes e as desconfianças em relação à segurança jurídica dos contratos.

Leia também:  Ministério da Infraestrutura tenta em Paranaguá (PR) a primeira concessão de canal de acesso portuário

A IFC também presta serviços de consultoria, oferecendo um portfólio de projetos para melhorar o ambiente de negócios e a política de investimentos no país. O banco é responsável por apoiar governos na estruturação de diversos projetos nas áreas de rodovias, iluminação, saneamento, entre outros.