ANEEL libera operação de duas termelétricas da Eletronorte para abastecer o Amapá com 45 MW de energia

ANEEL libera operação de duas termelétricas da Eletronorte para abastecer o Amapá com 45 MW de energia

20 de novembro de 2020

da Agência iNFRA

Despacho 3.273 da Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Geração da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) liberou a operação comercial de duas termelétricas para abastecer o Amapá com 45 MW de energia.

O despacho foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (20) e está disponível neste link. A liberação para produção comercial vale a partir deste sábado (21).

De acordo com o ato, a UTE Santana II, com 24 unidades geradoras de 1.230 kW cada, totalizando potência instalada de 29,52 MW, vai garantir a geração contínua e ininterrupta de 25MW. Já a UTE Santa Rita, com 20 unidades geradoras de 1.224 kW cada, totalizando 24,28 MW de potência instalada será para garantia de geração contínua e ininterrupta de 20 MW. Ambas estão instaladas em Macapá, a capital do estado.

Segundo o despacho, a liberação é em caráter excepcional, nos termos da Portaria MME 406/2020, que trata da situação de emergência no Amapá devido a uma série de apagões iniciados em 3 de novembro, após problemas numa subestação da LTME, transmissora privada de energia responsável pela única linha que abastece o estado.

A expectativa é que com as duas unidades seja possível restabelecer completamente o fornecimento de energia do estado, que tem funcionado em esquema de rodízio após a recuperação parcial do fornecimento.  

Pelo despacho da ANEEL, a Eletronorte terá que apresentar a documentação exigida na Resolução Normativa 593/2013, para liberação das operações, em até 60 dias, prazo prorrogável por mais 60 dias, caso justificado. Outros documentos de identificação das UTEs poderão ser apresentados até 10 de janeiro de 2021.

Leia também:  Conta-Covid tem segurança jurídica para seguir após caducidade de MP 950, apontam advogados