Aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG) poderão reajustar tarifas

Aeroportos do Galeão (RJ) e Confins (MG) poderão reajustar tarifas

12 de maio de 2021

da Agência iNFRA

Os aeroportos do Galeão (RJ) e de Confins (MG) terão novos tetos tarifários. Os valores foram definidos nas portarias 4.981 e 4.982 da Superintendência de Regulação Econômica de Aeroportos da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e publicados no Diário Oficial da União desta quarta-feira (12), e já estão em vigor.

De acordo com o ato, no Galeão, a concessionária RIOgaleão, controlada pela Changi, de Cingapura, poderá reajustar as tarifas de embarque doméstico para R$ 35,30 e as de embarque internacional para R$ 62,52.

Também foram alterados os tetos de tarifas pagas por empresas aéreas para as aeronaves e para armazenagem e movimentação de cargas. Os reajustes ficaram entre 6,8% e 7,5%. Os novos valores estão neste link.

No caso de Confins, administrado pela BH Airports, do grupo CCR, a concessionária vai poder elevar as tarifas de embarque doméstico para R$ 35,00 e as de embarque internacional para R$ 61,99.

Os tetos tarifários para taxas cobradas de aeronaves e de movimentação de carga sofreram reajustes que variaram entre 6,8% e 7,3% e estão disponíveis neste link.

Nos dois contratos, da segunda rodada de concessões aeroportuárias, são previstas cláusulas de desempenho das concessionárias que podem ampliar ou reduzir os reajustes permitidos pela agência.

Leia também:  "Queremos preparar o setor de aviação para a retomada", diz presidente da ANAC