Para agilizar obra, governo altera chegada da Fico na Ferrovia Norte-Sul

da Agência iNFRA

O governo fez uma alteração no projeto da Fico (Ferrovia de Integração do Centro-Oeste), no entroncamento dela com a Ferrovia Norte-Sul, alterando em cerca de 20 quilômetros o local de cruzamento das vias, que agora será no município de Mara Rosas, em Tocantins, e não mais em Campinorte, como previa o projeto original.

De acordo com o secretário de Fomento do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Dino Antunes, o projeto foi alterado para que a operação seja mais eficiente e barata. No caminho original, há uma subida, o que faria com que os trens vindo do Mato Grosso precisassem de um helper (locomotiva extra) para fazer a subida até Campinorte, explicou.

Com o desvio, a locomotiva extra não será necessária e os comboios poderão operar com duas locomotivas até o fim da Ferrovia Norte-Sul no Maranhão, o que torna o custo do transporte mais barato. Os trens que forem em direção ao sul terão que usar as três locomotivas em qualquer dos traçados.

Segundo Antunes, houve um pedido para que fosse feito um novo projeto de ferrovia, que seria um caminho mais econômico, cerca de 80 quilômetros a norte do traçado já estudado. De acordo com ele, o ministério rechaçou essa alternativa porque ela teria que começar do zero, inclusive o licenciamento ambiental, além de estar mais próxima de terras indígenas.

A alteração para Mara Rosa foi autorizada pelo Ibama como um complemento do projeto, que será tratada na Licença de Instalação, sem a necessidade de uma nova Licença Prévia.

Dino Antunes afirmou que a intenção do governo continua sendo fazer a Fico com os recursos do pagamento pela renovação da concessão da EFVM (Estrada de Ferro Vitória Minas), o que foi proposto em audiência pública este ano e agora está no processo de análise de contribuições pela ANTT.

Leia também:  Canal verde brasil quer aumentar competitividade de produtos brasileiros

Houve críticas de representantes dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo ao uso dos recursos da renovação da concessão de uma ferrovia nesses estados para obra em outro.


Informações deste texto foram publicadas antes pelo Serviço de Notícias da Agência iNFRA. Esse produto diário é exclusivo para assinantes.

Para ficar bem informado, sabendo antes as principais notícias do mercado de infraestrutura, peça para experimentar os serviços exclusivos para assinantes da Agência iNFRA, enviando uma mensagem para nossa equipe.