Governo permite que motoristas com carteira vencida possam dirigir até o fim da pandemia Covid-19

da Agência iNFRA

O governo suspendeu por tempo indeterminado prazo para que os condutores possam dirigir com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) vencida a partir de 19 de fevereiro de 2020. A determinação é válida também para os motoristas com PPD (Permissão para Dirigir). O motivo é a pandemia do Covid-19, evitando aglomeração de pessoas.

A decisão foi publicada hoje na Deliberação 185 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) no Diário Oficial da União. A deliberação traz uma série de suspensões de prazos a procedimentos relativos a multas de trânsito, documentos e licenciamento de veículos. A deliberação está neste link.

Entre os prazos suspensos estão os para o proprietário adotar as providências necessárias à efetivação da expedição de CRV (Certificado de Registro de Veículo) em caso de transferência de propriedade de veículo adquirido desde 19 de fevereiro. Também foi suspenso o prazo relativo a registro e licenciamento de veículos novos.

Em relação a multas de trânsito, também estão suspensos prazos para interposição de recursos, informação de real infrator e os relativos à suspensão do direito de dirigir. A decisão já está em vigor e vale para todos os Detrans (Departamentos de Trânsito).

Leia também:  Contran determina suspensão do envio de multas de trânsito por período indeterminado

Informações deste texto foram publicadas antes pelo Serviço de Notícias da Agência iNFRA. Esse produto diário é exclusivo para assinantes.

Para ficar bem informado, sabendo antes as principais notícias do mercado de infraestrutura, peça para experimentar os serviços exclusivos para assinantes da Agência iNFRA, enviando uma mensagem para nossa equipe.